PECUÁRIA
RAÇA
Merino:
Sem se saber ao certo qual a origem desta raça acredita-se que descende de cruzamentos entre raças trazidas de zonas da Ásia Menor, num passado longínquo, para o Mediterrâneo, e por raças trazidas do norte de África para a Península Ibérica, já no final do séc. XX. O processo de seleção natural desenvolvido com o passar dos anos, deixa-nos com o atual Merino caracterizado pela qualidade da sua lã e pela sua extraordinária rusticidade.

O Merino tem como padrão a cabeça de tamanho médio, com ausência de cornos nas fêmeas e cornos enrolados em espiral nos machos. Ligeira barbela no pescoço. No geral apresenta um tronco harmonioso de costado arqueado e ventre desenvolvido. Pele fina e untuosa. Membros com lã até aos joelhos curtos e grossos.

Todas as características do Merino Português foram-se adaptando ao ecossistema em que está inserido, mas é a sua rusticidade que lhe permite um desempenho no processo de engorda muito positivo. Apresentando resultados constantes e regulares.

Produção de Carne:
Peso ao Nascimento - 3,5kg a 4kg
Peso ao Desmame (120 a 150 dias) - 25kg a 30kg

Peso dos Adultos:
Macho - 80kg a 85kg
Fêmea - 45kg a 60kg