Tecnologia
PELES
Na empresa Pasto Alentejano todas as peles são tratadas de uma forma cuidada em todos os estados processo.
A nível da exploração, palha à descrição, para as camas diariamente feitas e redução da densidade por parque são fundamentais, não só para manter os níveis de sanidade dos parques como para preservar a qualidade das peles.

Logo após o abate, as peles são armazenadas em camara frigorifica para que não haja perda de propriedades durante o processo. No mesmo dia do abate, as peles são transportadas para o armazém onde se procede ao tratamento.
 
A salga e respetiva armazenagem em frio é feita por técnicos especializados, a capacidade de armazenamento divide-se por duas camaras frigorificas, atingindo um total de 60.000 peles.
Todo o cuidado é pouco com aquele que é um dos produtos mais nobre e mais antigo dos das nossas raças Merinas.